Home » Causas e Sintomas » A relação entre o Tabaco e a Impotência Sexual
A relação entre o Tabaco e a Impotência Sexual

A relação entre o Tabaco e a Impotência Sexual

A relação entre o Tabaco e a Impotência Sexual

Os efeitos nocivos do tabaco vão muito para além do tão popularizado cancro dos pulmões. Composto por mais de 4 mil substâncias químicas extremamente prejudiciais ao organismo, um cigarro apresenta a capacidade de afectar seriamente o bom desempenho de praticamente todas as funções do organismo, potenciando assim o desenvolvimento de um diversificado número de problemas de saúde, entre eles, a impotência sexual.

De acordo com diversos estudos conduzidos no decorrer das últimas décadas, o tabagismo pode aumentar, em mais de 80%, as probabilidades de desenvolvimento de disfunção eréctil, bem como outras complicações de carácter sexual. O seu consumo diário é, por isso, visto como um dos principais responsáveis pela má performance sexual de uma boa percentagem dos Homens que apresenta problemas desta natureza.

Como é que o tabagismo origina a impotência sexual?

Antes de mais, é importante compreender como funciona uma erecção. Este processo tem origem no cérebro, que quando sexualmente estimulado, desencadeia sinais que são transmitidos por todo o sistema nervoso central através do auxílio dos nervos autonómicos, que permitem a chegada destes sinais aos corpos cavernosos. Estes sinais vão, posteriormente, contribuir para o relaxamento dos corpos cavernosos, o que levará  à expansão das fibras musculares e artérias responsáveis pela condução do sangue até ao pénis, provocando, dessa forma, uma erecção.

A sincronização necessária entre o sistema hormonal, nervoso e vascular, para a obtenção de uma erecção, pode ser seriamente afectado por toda a composição química comportada por um cigarro, originando assim desequilíbrio que pode conduzir a disfunções sexuais.

Os químicos compostos nos cigarros contribuem activamente para o endurecimento das artérias, o que, por sua vez, leva a que o sangue apresente dificuldade em fluir pelas artérias, dificultando assim a obtenção de uma erecção.

Está, também, provado que a nicotina apresenta a capacidade de causar sérios desequilíbrios hormonais. Ao estimular certas hormonas, a nicotina consegue promover a contracção dos tecidos do pénis,  dificultando assim o fluxo sanguíneo.

Para além dos efeitos directos que  consegue provocar no processo de erecção, o tabaco pode, também, conduzir ao desenvolvimento de certas doenças que, por sua vez, originarão disfunções sexuais bastante sérias, como é o caso de doenças cardiovasculares.

Como tratar?

O tratamento de uma impotência sexual provocada pelo tabagismo deverá, como é óbvio começar pela interrupção do hábito. Existem centros terapêuticos que podem auxiliar imenso em todo o processo, facilitando assim o abandono deste vicio, que tantos problemas de saúde gravíssimos pode originar.

Caso a disfunção eréctil tenha mesmo sido causada pelo tabagismo, existe a possibilidade de amenizar o problema e ir recuperando, gradualmente, a capacidade de manter uma erecção, após alguns meses sem fumar. À medida que as toxinas vão abandonando o corpo, alguns dos seus efeitos nocivos vão, também, tornando-se menos expressivos. Nem todos os danos causados pelo tabaco são revertíveis, mas está muito bem documentado que, o simples acto de deixar de fumar, pode contribuir eficazmente para melhorar todas as funções do organismo e diminuir drasticamente as probabilidades de desenvolvimento de doenças como o cancro.

O exercício físico regular e um regime alimentar equilibrado revelar-se-ão, também, extremamente importantes durante todo este processo. Uma alimentação rica em frutas e legumes ajudará na eliminação das toxinas e no combate a todos os danos causados pelo tabaco, promovendo assim um estado de saúde muito mais favorável.

Verifique também

O que fazer quando o desejo sexual desaparece?

O que fazer quando o desejo sexual desaparece?

O desaparecimento do desejo sexual é um problema experienciado por um elevado número de Homens …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.