Home » Causas e Sintomas » O que fazer quando o desejo sexual desaparece?
O que fazer quando o desejo sexual desaparece?

O que fazer quando o desejo sexual desaparece?

O desaparecimento do desejo sexual é um problema experienciado por um elevado número de Homens e Mulheres das mais diversas faixas etárias. Muito comum entre casais, este distúrbio pode, muitas vezes, levar ao fim de uma relação e contribuir para originar complicações na saúde física e mental em quem o experiencia.

A perda de desejo sexual não é, necessariamente, o mesmo que  impotência sexual. Na impotência sexual verifica-se a incapacidade de levar a cabo o acto sexual, enquanto na perda de desejo pode existir apenas dificuldade em desenvolver vontade de praticar o acto. Em muitos casos, é possível experienciar uma redução significativa do libido sem perder a capacidade de manter uma relação sexual de um modo perfeitamente normal.

Como contornar a falta de desejo sexual?

Ao aperceber-se de uma redução dos seus níveis de desejo sexual é importante, antes de tudo, determinar se essa perda de desejo é geral ou direccionada apenas a uma pessoa. Entre casais, é bastante frequente verificar-se uma diminuição do desejo com o passar dos anos e não é, necessariamente, sinal de doença. No entanto, caso a falta de desejo sexual se verifique em relação a todas as pessoas, então é bastante provável que o problema possa ter origens um pouco mais sérias.

Disfunção hormonal, menopausa, stress, doenças crónicas e reacções adversas a determinados medicamentos são alguns dos principais factores que tendem a contribuir para a perda de desejo sexual. De modo a identificar qual destes factores poderá estar na causa do seu problema, a primeira coisa a fazer será sempre procurar um médico e expor detalhadamente o seu problema, de modo a poderem, em conjunto, encontrar uma solução viável para o mesmo.

Em alguns casos a idade pode revelar-se como o principal factor responsável pela perda de desejo. Principalmente nos Homens, a diminuição dos níveis de testosterona vem originar mudanças drásticas no seu estilo de vida, podendo conduzir à perda total ou parcial do libido. Isto começa a tornar-se mais evidente em Homens acima dos 40 anos. Felizmente, há tratamentos de substituição hormonal que podem ajudar a amenizar os efeitos nocivos desta complicação. Não são, no entanto, acessíveis a todas as carteiras e também podem comportar consigo diversos efeitos adversos bastante desagradáveis.

Perda de desejo sexual entre casais

Quando a perda de desejo direcciona-se apenas ao seu parceiro, então é provável que a sua relação possa não estar em muito boa forma. Ainda que, com o tempo, seja perfeitamente normal ocorrer a perda de desejo entra casais, é importante não deixar que esta evolução natural arruíne totalmente a sua relação, bem como a capacidade de retirar prazer do acto sexual.

Nestes casos, para que o problema possa ser contornado é necessário existir iniciativa de ambas as partes. É necessário que o problema seja devidamente discutido e que ambos estejam dispostos a aplicar as mudanças necessárias para que a relação com o seu parceiro se torne um pouco mais entusiasmante. Terapia de casais pode, muitas vezes, funcionar como um bom auxílio para a resolução desta questão.

No que diz respeito à perda de desejo entre casais, o cenário é mais grave caso se revele entre casais jovens, que estejam juntos há pouco tempo. Aqui poderá haver a possibilidade dos laços que unem o casal não serem suficientemente fortes para sustentar uma relação, o que criará a necessidade de uma revisão cuidada da mesma.

Uma dica muito importante para tentar maximizar a qualidade da sua relação é certificar-se de que nunca a deixa cair na monotonia. Tome iniciativa e surpreenda o seu parceiro com novas actividades e experiências sexuais. Isto ajudará a manter a relação interessante e a evitar a perda de interesse sexual.

Verifique também

Dicas para aumentar o libido

Dicas para aumentar o libido

O declínio do libido é um problema que afecta Homens e Mulher de todas as …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *